Frente de caixa: o que não pode faltar no seu restaurante?

Entenda o que é frente de caixa e qual a importância para o seu restaurante. Confira 8 funcionalidades indispensáveis para ter mais eficiência!
frente de caixa restaurantes

Sumário

Ter uma frente de caixa eficiente é fundamental para prestar um bom atendimento aos clientes, controlar as vendas e fazer uma gestão eficaz. Por isso, você deve saber como escolher um sistema adequado para o seu modelo de negócio. 

Uma solução desenvolvida com foco em atender supermercados, por exemplo, pode não funcionar tão bem para uma loja de roupas ou para um restaurante — mesmo que ela ofereça todos os recursos essenciais para efetuar as vendas. 

Isso acontece porque, embora os estabelecimentos do varejo tenham características em comum, cada um opera de maneira diferente e tem necessidades específicas. 

Portanto, na hora de decidir qual software de frente de caixa adotar no seu restaurante, é preciso conhecer suas funcionalidades, avaliar quais são as limitações e entender se realmente faz sentido. 

Quer saber como fazer isso? Então continue lendo este artigo! Nele vamos entender a importância da frente de caixa e saber quais funcionalidades não podem faltar para seu restaurante ter sucesso. Acompanhe! 

O que é frente de caixa? 

A frente de caixa é a área onde ocorre a finalização das transações comerciais em estabelecimentos varejistas — como lojas, supermercados e restaurantes, por exemplo. Ou seja: é o local onde os clientes realizam o pagamento dos produtos e serviços adquiridos. 

Um sistema de frente de caixa geralmente é composto por um software PDV – Ponto de Venda e equipamentos como leitores de códigos de barras, impressoras fiscais, terminais de pagamento, entre outros. 

Apesar de sua definição, a frente de caixa não está limitada a um local fixo, uma vez que há tecnologias como os Smart POS que permitem a mobilidade. Assim, podemos dizer que há dois tipos de frente de caixa: fixo e móvel

Além de processar os pagamentos, uma frente de caixa desempenha um papel crucial na experiência do cliente e em toda a operação de um restaurante. Vamos ver mais sobre isso em seguida, continue lendo! 

Qual a diferença entre frente de caixa e PDV?

Agora, você pode estar se perguntando: frente de caixa é a mesma coisa que PDV? Os dois termos costumam ser utilizados como sinônimos, mas seus conceitos são um pouco diferentes. 

Como vimos anteriormente, o termo “frente de caixa” é utilizado para descrever o espaço físico onde as vendas são finalizadas, geralmente um balcão onde os clientes realizam o pagamento. 

Já o termo “PDV” ou “Ponto de Venda” se refere ao sistema utilizado para registrar as vendas e realizar as transações financeiras, entre muitas outras funcionalidades que veremos adiante. 

Portanto, a frente de caixa (local físico) contém um PDV (sistema) e por isso é tão comum que os termos sejam frequentemente usados de forma intercambiável. 

A importância da frente de caixa em restaurantes

Se engana quem pensa que a frente de caixa serve apenas para processar os pagamentos e registrar as vendas. Na verdade, esse sistema tem impacto em diferentes aspectos do negócio, como veremos a seguir! 

Experiência do cliente

Um sistema eficiente contribui para um atendimento mais ágil e, consequentemente, proporciona uma experiência positiva. 

Não há nada pior do que ir a um restaurante e ficar um tempão esperando para fechar e pagar a conta, não é? Mesmo que a refeição tenha sido excelente e o atendimento exemplar, essa demora no caixa pode acabar gerando uma má impressão. 

Pagamento rápido, sem filas, sem erros e com opções flexíveis contribuem para a satisfação do cliente e aumentam a probabilidade de retorno. 

Gestão de Pedidos

Também é por meio do PDV que os pedidos são lançados e registrados. Um diferencial das soluções de frente de caixa desenvolvidas especificamente para restaurantes está, justamente, em tornar a gestão de pedidos muito mais eficiente.  

Um bom sistema PDV para restaurantes permite:

  • Anotar os pedidos rapidamente, com poucos cliques. 
  • Identificar o cliente e sua posição na mesa.
  • Personalizar de acordo com as preferências de cada cliente.
  • Enviar o pedido diretamente para a produção, reduzindo tempo de deslocamento do garçom do salão até a cozinha. 
  • Acompanhar o status dos pedidos e ser notificado quando estiverem prontos. 
  • Integrar com um monitor KDS para organizar automaticamente a produção na cozinha, ganhando eficiência. 
  • Facilitar a divisão da conta e agilizar o pagamento. 

Controle de vendas e gestão financeira

A frente de caixa também faz o registro de todas as vendas realizadas no seu restaurante e gera relatórios. Assim, você pode fazer a gestão financeira com mais facilidade, acompanhando o faturamento, despesas, fluxo de caixa e muito mais. 

Além disso, alguns sistemas permitem configurar permissões de acesso e identificar o funcionário responsável pela venda. Desta forma você tem mais transparência e pode evitar fraudes. 

Gestão fiscal 

Além de registrar todas as vendas e movimentações financeiras do seu restaurante, a frente de caixa também emite a Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFC-e). Portanto, é essencial para uma boa gestão fiscal do seu negócio. 

Controle de estoque 

O PDV também pode contribuir para um controle de estoque mais preciso. É possível automatizar essa tarefa integrando a frente de caixa à retaguarda administrativa. Assim, sempre que uma venda for realizada, é feita a atualização no estoque automaticamente. 

Isso facilita muito a gestão do estoque e possibilita reduzir perdas e desperdícios, reduzindo os custos do seu restaurante. 

Saiba mais: 9 principais erros na gestão de estoque em restaurantes

Análise de resultados e melhorias contínuas

Ao efetuar as vendas, o sistema está gerando dados valiosos para a gestão do seu restaurante. 

Eles podem ser analisados para encontrar tendências e padrões de consumo, identificar oportunidades de melhoria no cardápio e criar promoções mais eficazes. Desta forma, você pode aumentar sua lucratividade e expandir o seu negócio. 

Frente de caixa e Modelo de atendimento: qual a relação?

Diferente de uma loja ou mercado, em que o cliente escolhe produtos e leva até o caixa para pagar, restaurantes podem ter diversos modelos de atendimento: abrindo uma conta na mesa, por comandas individuais, venda direta no balcão, senhas ou fichas. 

Cada um deles possui uma dinâmica diferente, e a frente de caixa deve ser condizente com o modelo praticado. Isso é determinante para a agilidade do serviço prestado e a satisfação dos clientes. 

Um sistema sem os recursos adequados pode dificultar processos, levar a erros, tornar a operação ineficiente e elevar os custos. Muitas vezes, isso ocorre porque o gestor não se dá conta que a ferramenta está limitando ou impedindo um trabalho produtivo. 

Por isso, é fundamental observar as características do sistema de frente de caixa e encontrar aquele que melhor serve ao modelo de atendimento do seu restaurante. 

Confira a seguir a lista das principais funcionalidades para analisar durante sua escolha! 

Frente de caixa para restaurantes: o que não pode faltar?

Os sistemas de frente de caixa possuem diversas funcionalidades básicas, como por exemplo:

  • Abertura e fechamento de caixa
  • Registro de fundo de caixa, sangria e suprimento;
  • Registro das vendas;
  • Emissão de notas fiscais NFC-e;
  • Cobranças com diversas modalidades de pagamento;
  • Entre outras.

Porém, para ter mais produtividade, agilizar o atendimento e ter uma operação mais eficiente, o sistema do seu restaurante deve ter recursos específicos. A seguir, listamos as principais funcionalidades que não podem faltar:

1 – Mobilidade

A frente de caixa móvel é essencial para proporcionar um serviço de excelência. 

Utilizando um dispositivo Smart POS, tablet ou smartphone, seus garçons não precisam ir até a mesa, anotar o pedido e depois voltar para lançar no sistema. E os seus clientes podem pagar a conta direto na mesa, sem precisar ir até o balcão e enfrentar filas. 

Outra vantagem é que você pode ter um número maior de caixas e tem flexibilidade para que eles operem em diferentes locais, se adaptando às suas necessidades sem muitos transtornos. 

2 – Facilidade no lançamento de pedidos

A facilidade de uso também é um fator importante e pode até ser um diferencial para o seu negócio. Um sistema complexo, com muitas telas e comandos, não só exige mais tempo de treinamento, como gera mais erros e demora no lançamento de pedidos. 

Utilizar um PDV moderno e ágil, por outro lado, agiliza a tomada de pedidos. Como é mais intuitivo, o garçom aprende a utilizar mais rápido e os pedidos são feitos em poucos segundos, sem erros. 

3 – Pedidos faseados por etapa para orientar o garçom

Outra funcionalidade que é muito útil para agilizar o lançamento de pedidos e acabar com os erros são os pedidos faseados.

Eles permitem criar um fluxo customizado para orientar o garçom na hora de anotar o pedido. É organizado por etapas, por exemplo: entrada, prato principal, adicionais, bebidas, sobremesas. 

Desta forma, você garante um atendimento padronizado e de qualidade, evita erros nos pedidos e também pode incluir etapas com sugestões de itens adicionais, utilizando a estratégia de upselling para aumentar seu ticket médio. 

4 – Organização por praças e distribuição entre garçons

Um bom sistema para restaurante também possui o recursos para configurar as praças e distribuí-las entre os garçons, facilitando o gerenciamento das mesas e organizando melhor a operação. 

Assim, seus garçons podem se concentrar na própria praça, acompanhar os pedidos com mais facilidade e estar sempre à disposição para o cliente. 

5 – Identificar clientes e customizar pedidos 

Um problema comum gerado por sistemas mais simples é que não é possível identificar os clientes na mesa. 

Por isso, na hora de entregar o pedido, o garçom não sabe quem é quem e precisa perguntar — a menos que tenha uma boa memória! Pode parecer um detalhe, mas isso acaba gerando mais erros nos pedidos e impacta na experiência do cliente. 

Logo, se você quer prestar um serviço de excelência, deve escolher um sistema que permita identificar os clientes na mesa e customizar os pedidos de acordo com suas preferências. 

Essa funcionalidade acaba com as confusões e o garçom entrega o pedido para a pessoa certa sem precisar questionar. 

6 – Cardápio digital e Autoatendimento

A tecnologia serve para otimizar processos, e quem sabe utilizá-la da melhor forma sai ganhando. Optar por um sistema PDV com soluções de Cardápio Digital QR Code e Autoatendimento em totens ou tablets pode ser um grande diferencial do seu negócio. 

Seus clientes terão mais autonomia para acessar o menu, fazer os pedidos e pagar. Com isso, você ganha agilidade e reduz os custos operacionais. 

7 – Flexibilidade nos meios de pagamento 

A economia cashless já é uma realidade e os clientes buscam comodidade na hora de pagar. Portanto, oferecer diversas formas de pagamento é indispensável. 

A frente de caixa deve ter flexibilidade para aceitar cartões de crédito e débito, carteiras digitais, PIX, vale alimentação e refeição. Quanto mais facilidade para o cliente, melhor. 

E, do ponto de vista da gestão, também vale observar se o sistema possui integração com a melhor maquininha de cartão para o seu negócio e conta com recursos que facilitam o controle de recebíveis. 

Desta forma, você pode ter uma melhor gestão financeira e reduzir custos. 

8 – Gerar dados confiáveis

Um cenário comum em restaurantes é utilizar diversos sistemas diferentes que não conversam muito bem entre si. Isso causa diversos problemas, como inconsistência nos dados, perda de informações, relatórios em padrões diferentes e que nunca batem. 

Então, como fazer uma boa gestão se você não tem dados confiáveis? Como criar estratégias de crescimento eficazes se você perde seu tempo conferindo e analisando diferentes relatórios?

Para ter sucesso no seu restaurante, você precisa ter dados confiáveis e disponíveis, liberdade para criar relatórios customizáveis e facilidade para analisar os resultados. Assim, você tem mais visibilidade e controle do seu negócio. 

EPOC: a plataforma feita para seu restaurante crescer

Agora que você sabe tudo sobre frente de caixa para restaurantes, que tal conhecer a EPOC? 

Somos uma plataforma para restaurantes com soluções inovadoras construídas para agilizar o atendimento e descomplicar a gestão. Tenha um sistema PDV integrado com retaguarda ERP Multilojas, KDS, Cardápio Digital, Autoatendimento e muito mais! 


Para saber como podemos ajudar seu negócio, fale com nossos consultores!

Marianne Ternes

Marianne Ternes

Graduada em Jornalismo pela UFSC, é especialista em marketing de conteúdo e SEO para negócios B2B no setor de tecnologia.

Inscreva-se em nosso blog

Receba os melhores conteúdos para ajudar a alavancar seu negócio gastrônomico