O que é fluxo de caixa e qual a sua importância

Entender o que é fluxo de caixa é fundamental para o sucesso de todo restaurante, bar ou balada. Saiba seus tipos e os benefícios que podem trazer.

Sumário

A saúde financeira é fundamental para o sucesso de todo restaurante, bar ou balada. Afinal, você não quer ser pego de surpresa com um rombo no orçamento — ou perceber que está com lucro “parado”.

Por isso é essencial entender o que é fluxo de caixa, seus tipos e benefícios que podem trazer. Confira!

Saiba mais: 5 motivos que fazem o seu estabelecimento fechar o mês no vermelho

O que é fluxo de caixa

O fluxo de caixa é o nome dado aos movimentos financeiros que acontecem na operação do seu estabelecimento. Ou seja: é nele que consta o detalhamento de tudo que você ganha com suas vendas e o quanto você gasta para manter o seu negócio.

É no fluxo de caixa que o gestor consegue perceber quanto está vendendo, quais são seus gastos e se esse balanço está positivo (dando lucro) ou negativo (o temido prejuízo).

Por isso ele é tão importante! Confira a seguir como fazer o fluxo de caixa para restaurantes, bares ou baladas.

Os tipos de fluxo de caixa

Agora que você já sabe o que é fluxo de caixa em um conceito geral, que tal conhecer algumas formas mais específicas de realizar a gestão financeira com ele? Abaixo você conhece cinco variações do fluxo de caixa.

Fluxo de caixa operacional

Esse é o jeito “padrão” de organizar o fluxo de caixa. É o modelo que comentamos acima, o mais utilizado: você registra tudo que seu estabelecimento recebe e todas as despesas em um período de tempo.

Vale ressaltar que, nesse modelo, os investimentos e a demanda de capital não são contabilizados.

Fluxo de caixa direto

No fluxo de caixa direto você registra pagamentos e recebimentos gerados pelas atividades do seu restaurante ou bar, sem contabilizar eventuais descontos.

Ele permite manter as informações do caixa sempre disponíveis, geralmente de forma diária, tendo cada gasto/recebimento dividido em categorias (como gastos com mercadoria, manutenção, equipe etc.)

Fluxo de caixa indireto

Esse é o fluxo de caixa focado na contabilidade do estabelecimento. Ele não engloba os valores que saem do caixa, mas sim as variações no Balanço Patrimonial e no Demonstrativo de Resultado do Exercício, por exemplo.

Fluxo de caixa projetado

É o fluxo de caixa focado no futuro, feito para projetar os pagamentos, investimentos e recebimentos (desde que concretos) que ocorrerão em um período que ainda está por vir. Ele é muito utilizado para avaliar futuras mudanças no fluxo financeiro, nos produtos ou mesmo na operação de um estabelecimento.

Fluxo de caixa livre

Esse tipo também é usado pensando no futuro. Ele é aplicado para descobrir a capacidade de um bar ou restaurante de gerar capital em curto, médio e longo prazos, geralmente através de investimentos externos.

O fluxo de caixa livre leva em conta o pagamento do serviço da dívida/do recebimento de novos empréstimos para calcular o saldo restante final.

Benefícios do fluxo de caixa

Mas por que você deveria implementar o fluxo de caixa  no seu negócio? A resposta é simples: o controle financeiro detalhado da sua empresa evita problemas e proporciona oportunidades de crescimento.

Saiba mais abaixo!

Transparência financeira

Uma das principais vantagens de contar com um fluxo de caixa eficiente é ter mais conhecimento sobre a saúde financeira do seu restaurante ou bar.

Assim você evita surpresas e erros humanos, e ainda consegue visualizar de forma simples e rápida todas as movimentações.

Previsão de custos e gastos

Juntamente com essa transparência, você tem mais agilidade financeira. Ou seja, consegue perceber padrões e antever demandas.

Analisando o fluxo de caixa, você pode descobrir períodos em que costuma vender mais ou em que há maior demanda por um determinado prato ou bebida, por exemplo.

Além disso, também é possível prever contas e pagamentos e, assim, evitar gastar o valor referente a essas despesas que você não tem agora, mas terá em breve.

Descobrir oportunidades de investimento e de corte de custos

O fluxo de caixa não mostra somente como é a gestão financeira do seu estabelecimento no presente, ele também pode trazer ideias para o futuro.

Ao entender suas vendas e despesas, você descobre no que vale a pena investir e expandir, e, ao mesmo tempo, onde estão seus principais gastos e quais deles podem ser revistos ou otimizados.

Saiba mais: Contabilidade para restaurantes: entenda como funciona

Como criar um fluxo de caixa

Na prática, o fluxo de caixa pode ser criado em um sistema, uma planilha ou até mesmo uma caderneta.

Este último método, no entanto, não é tão recomendado. Imagine que problemão aconteceria se você perdesse o caderninho um dia desses.

Para começar , defina  um espaço de tempo para a análise: mensal, semanal ou diário. Depois, é preciso levantar algumas informações sobre o seu estabelecimento:

  • o que você recebeu (vendas à vista, vendas a prazo, recebimento de duplicatas, entre outros);
  • o que precisa pagar (compras à vista e a prazo, despesas, fornecedores etc.); 
  • o que está previsto para o futuro de recebimentos e pagamentos

Tudo isso considerando apenas o período que você estabeleceu. Não importa se esse processo é feito diariamente, semanalmente ou mensalmente — isso fica a seu critério. O essencial é incluir todos os gastos e ganhos, até os menores, e não deixar passar nada.

Depois, você irá aplicar essas informações em uma ferramenta que possibilite calcular qual o saldo final e quais rendas/despesas se destacam.

É bastante comum que se comece usando uma planilha de controle financeiro, mas há formas mais eficientes de se fazer isso.

Hoje existem sistemas que otimizam esse processo, registrando as vendas e custos de forma automatizada e poupando o seu tempo. Além da facilidade, esses softwares também evitam as falhas humanas, como erros de digitação ou falta de preenchimento de dados.

Saiba mais: Como o sistema de gestão pode auxiliar na automatização de restaurantes e reduzir custos

Melhore o financeiro do seu negócio!

Depois de entender o que é fluxo de caixa, continue aprimorando seus conhecimentos sobre administração financeira e gestão de negócios.

Aqui no blog EPOC você encontra diversos materiais para ajudar o seu estabelecimento a ganhar mais eficiência, agilidade e lucro!

Dúvidas Frequentes

O que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa é o nome dado aos movimentos financeiros que acontecem na operação do seu estabelecimento. É onde é registrado tudo que você ganha com suas vendas e o quanto você gasta para manter o seu negócio.

Quais são os tipos de fluxo de caixa?

Existem cinco variações do fluxo de caixa:

– Fluxo de caixa operacional;
– Fluxo de caixa direto;
– Fluxo de caixa indireto;
– Fluxo de caixa projetado;
– Fluxo de caixa livre.

Quais são os benefícios do fluxo de caixa?

O controle financeiro detalhado da sua empresa evita problemas e proporciona oportunidades de crescimento. Os principais benefícios dele são:

– Transparência financeira;
– Previsão de custos e gastos;
– Descobrir oportunidades de investimento e de corte de custos.

Como criar um fluxo de caixa?

Defina um espaço de tempo para a análise: mensal, semanal ou diário. Depois, levante algumas informações sobre o seu estabelecimento:

– O que você recebeu;
– O que você precisa pagar;
– O que está previsto para o futuro de recebimentos e pagamentos nesse período.

Em seguida, calcule qual o saldo final. Iso pode ser feito em uma planilha, mas há formas mais eficientes de se fazer isso, como através de um sistema de gestão financeira.

Guilherme

Guilherme

Jornalista, redator e membro da equipe de marketing da EPOC.

Inscreva-se em nosso blog

Receba os melhores conteúdos para ajudar a alavancar seu negócio gastrônomico