Contabilidade para restaurantes: entenda como funciona

Saiba tudo sobre contabilidade para restaurantes: qual a importância, qual a função do contator e quais atividades devem ser realizadas para o sucesso do negócio.
contabilidade para restaurantes

Sumário

Alvará, regime de tributação, impostos, folha de pagamento, notas fiscais, fluxo de caixa. A contabilidade para restaurantes envolve tudo isso e muito mais. 

Ela é fundamental para que o negócio tenha uma boa saúde financeira e esteja sempre em dia com as obrigações fiscais e contábeis. Ou seja: é indispensável para ter sucesso. 

Quer saber mais sobre esse assunto? Então continue lendo para entender como funciona a contabilidade para restaurantes. 

Kit de Planilhas Para Gestão de Bares e Restaurantes

Baixe 5 planilhas para manter a operação do seu bar ou restaurante sob controle e, com isso, descomplicar a administração do estabelecimento.

Qual a importância da contabilidade para restaurantes?

Como qualquer empresa, um restaurante precisa controlar as finanças, prestar contas e cumprir com as obrigações fiscais e contábeis. 

A contabilidade tem um papel importantíssimo ao auxiliar os empreendedores nesses processos, garantindo que tudo esteja em conformidade e contribuindo para que o negócio tenha melhores resultados. 

Uma boa contabilidade permite que os restaurantes:

  • Estejam em conformidade com a legislação: garante que está cumprindo todas as obrigações fiscais, contábeis e trabalhistas. 
  • Economizem com impostos: com um planejamento tributário bem feito, é possível reduzir a carga tributária e economizar. 
  • Melhorem a gestão financeira: por meio do acompanhamento do fluxo de caixa, custos fixos e variáveis e registros financeiros, o restaurante tem maior controle das finanças.
  • Sejam mais competitivos: como pagam menos impostos, podem ter maior lucratividade e ganham vantagem em relação à concorrência. Também atraem mais investidores. 

Portanto, ao contrário do que muitos gestores pensam, a contabilidade vai muito além da burocracia, sendo estratégica para os negócios. 

Leia também: Gestão de restaurante: 9 erros que você não pode cometer

Qual a função do contador?

O contador é o profissional responsável pela contabilidade do restaurante. 

Toda empresa que possui um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) é obrigada a ter um contador, exceto o Microempreendedor Individual (MEI).

Este profissional é especialista em questões tributárias, trabalhistas e financeiras das empresas. Entre as atividades realizadas por ele estão, por exemplo:

  • Abertura e formalização da empresa
  • Escrituração contábil (demonstrativos de resultados, balanço financeiro)
  • Obrigações fiscais (pagamentos de impostos, declarações, notas fiscais)
  • Planejamento tributário (regimes de tributação, benefícios fiscais, recuperação de imposto, tributação monofásica)
  • Questões trabalhistas (pró-labore, folha de pagamento, INSS, FGTS, IRRF)

Como é feita a contabilidade de um restaurante?

Com alguém especializado cuidando das finanças, você pode se concentrar em outros aspectos do restaurante e, desta forma, potencializar seus resultados. A seguir, confira com mais detalhes como é feita a contabilidade de um restaurante. 

Abertura e formalização

Para abrir um restaurante, é preciso formalizar a empresa junto aos órgãos municipais, estaduais e federais. O contador orienta o empreendedor nessa etapa para garantir que não ocorram erros e a nova empresa esteja de acordo com a legislação. 

Ele também ajuda na obtenção de licenças emitidas por órgãos fiscalizadores, como a vigilância sanitária, bombeiros e prefeitura. 

Regime de Tributação

A escolha do regime de tributação é muito importante, pois é ele que determina quanto um restaurante paga de imposto. São três tipos diferentes e o contator deve enquadrar a empresa no que for mais vantajoso:

  • Simples Nacional
  • Lucro Presumido
  • Lucro Real

Planejamento Tributário

O planejamento tributário permite que os restaurantes paguem menos impostos sem infringir nenhuma legislação. 

Para isso, é feita uma análise completa do negócio, considerando regime de tributação, faturamento, existência de créditos e benefícios fiscais, possibilidades de recuperação de impostos, valor da folha de pagamento, entre outros aspectos. 

Em seguida, o contador indica qual a melhor estratégia tributária. Uma das mais utilizadas é a tributação monofásica de PIS e COFINS, prevista na Lei 10.833/2003

Questões trabalhistas

O contador faz o cálculo do pró-labore dos sócios e da folha de pagamento dos funcionários. Além disso, faz a gestão dos documentos trabalhistas, como guias do FGTS, INSS e IRRF. 

Também pode ficar responsável pela documentação admissional e demissional dos funcionários e preenchimento do CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. 

Notas fiscais

Emitir notas fiscais é uma das obrigações fiscais de um restaurante. 

Elas são um registro das transações realizadas no estabelecimento e fundamentais para o controle financeiro. A emissão de notas possibilita, inclusive, a redução de impostos e o acesso a linhas de crédito. 

Assim, também é papel da contabilidade prestar assessoria para a emissão correta e inteligente das notas fiscais. 

Saiba mais: Cupom fiscal em restaurantes: saiba como emitir

Fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma das principais ferramentas de contabilidade de um restaurante. Ele é o registro de todas as entradas e saídas de dinheiro da empresa. Por meio dele, é possível fazer o acompanhamento e análise da saúde financeira do negócio. 

Utilizar um sistema automatizado para fazer o fluxo de caixa é uma das melhores formas de garantir que os registros sejam feitos corretamente e, desta forma, tomar decisões com base em dados confiáveis. 

Custos fixos e variáveis

O levantamento dos custos fixos e variáveis também é uma função do contator. Ele deve fazer o controle de todas as despesas como, por exemplo: 

  • Custos fixos: aluguel, salários, contas de água e luz, softwares etc. 
  • Custos variáveis: embalagens, comissões, taxas de cartão de crédito etc. 

A partir disso, é possível prever os gastos, fazer um planejamento financeiro, manter o equilíbrio e eliminar custos desnecessários. 

Leia também: Como calcular o ponto de equilíbrio do seu restaurante

Balanço Patrimonial 

O contador também faz o balanço patrimonial do restaurante e acompanha os resultados, verificando como está a situação financeira e sua evolução em determinado período. 

Esse relatório inclui todos os ativos e passivos para o cálculo do patrimônio líquido. É preciso manter o balanço sempre atualizado e fazer o monitoramento ao longo do tempo. Isso é essencial para o planejamento financeiro. 

Pagamento de impostos

O contador também é o responsável por prestar contas ao Fisco — fazendo, por exemplo, a declaração do IRPJ — e pelo pagamento dos impostos, entre eles:

  • ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)
  • IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica)
  • CSLL (Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido)
  • PIS/Cofins
  • Contribuição Sindical, FGTS, INSS dos colaboradores
  • CPP (Contribuição Previdenciária Patronal)

Escolha o melhor sistema de gestão para restaurantes

Como você pode ver ao longo desse artigo, a contabilidade para restaurantes envolve uma série de tarefas, e para que elas sejam realizadas é necessário que todos os registros sejam efetuados de forma eficaz. 

Por isso, a escolha de um sistema confiável é fundamental. O EPOC é uma solução completa para restaurantes, com um PDV integrado à retaguarda administrativa e todos os recursos necessários para sua gestão fiscal e financeira. 

Quer ver como funciona na prática? Então agende agora mesmo uma demonstração gratuita e saiba como podemos ajudar seu negócio.

Marianne Ternes

Marianne Ternes

Graduada em Jornalismo pela UFSC, é especialista em marketing de conteúdo e SEO para negócios B2B no setor de tecnologia.

Inscreva-se em nosso blog

Receba os melhores conteúdos para ajudar a alavancar seu negócio gastrônomico