Restaurante vegano: por que é tendência e como ter sucesso

Está pensando em abrir um restaurante vegano? Quer incluir mais opções veganas no seu cardápio? Saiba tudo sobre essa tendência e confira nossas dicas para se diferenciar.
restaurante vegano

Sumário

Combater a exploração animal, ter um estilo de vida mais sustentável, adotar uma dieta mais saudável: são diversos os motivos que levam as pessoas a aderir ao veganismo, uma tendência crescente no mundo todo. 

Ao optar por não consumir nada de origem animal ou que envolva sofrimento animal no processo de produção, as pessoas veganas estão transformando os padrões de consumo e gerando novas demandas de mercado. 

Assim, empresas de diversos segmentos estão se adaptando e criando alternativas que atendam às exigências desse público. E não é diferente no mercado gastronômico: é cada vez maior o número de restaurantes que oferecem opções veganas no cardápio ou que são 100% vegan. 

Se você está pensando em empreender e abrir um restaurante vegano, continue lendo este artigo e confira nossas dicas para ter sucesso! 

O que é um restaurante vegano?

Um restaurante vegano é aquele que oferece apenas opções veganas no cardápio. Ou seja: alimentos e bebidas que não contenham nenhum ingrediente de origem animal, como carnes, ovos, laticínios e mel. 

Além disso, também se preocupam em não utilizar nenhum tipo de insumo que seja testado em animais, como produtos de higiene e limpeza. 

Também é comum que esses estabelecimentos adotem outras práticas sustentáveis, como a escolha de fornecedores locais, alimentos orgânicos, redução de desperdícios e resíduos sólidos, entre outras. 

Portanto, esse tipo de restaurante está preocupado em atender às demandas dos consumidores veganos, que vão muito além de uma refeição à base de plantas. 

Vegano, vegetariano, flexitariano: qual a diferença?

Além das pessoas veganas, há muitas outras preocupadas em reduzir o consumo de alimentos de origem animal. Isso costuma gerar algumas confusões. Confira as diferenças abaixo:

  • Vegano – Não consome nada de origem animal ou que envolva sofrimento animal.
  • Vegetariano – Não consome alimentos de origem animal. Alguns não comem carnes, mas comem laticínios e ovos, por exemplo. 
  • Flexitariano – Dá preferência a alimentos à base de plantas, mas consome alimentos de origem animal em alguns momentos. 

Assim, um restaurante vegano pode atender também vegetarianos e flexitarianos. Esse público é crescente e, em geral, busca opções mais saudáveis e sustentáveis. 

Vale a pena abrir um restaurante vegano?

Restaurantes veganos e vegetarianos são uma das maiores tendências no mercado gastronômico. Muitos empreendedores estão de olho nessa oportunidade, e tudo indica que abrir um negócio nesse ramo vale a pena. 

De acordo com um levantamento realizado pela consultoria SkyQuest, o mercado global de alimentos veganos deve ultrapassar US$ 34 bilhões até 2028

Isso indica um grande potencial para novos negócios, impulsionado pela maior adesão ao veganismo e vegetarianismo. Alguns dados reunidos pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) ajudam a entender o cenário no Brasil:

  • De acordo com o último estudo IBOPE sobre o tema, realizado em 2018, 14% dos brasileiros se declara vegetariano. 
  • Ainda segundo o estudo IBOPE, nas regiões metropolitanas, 16% da população é vegetariana.  
  • A SVB estima que, dos 30 milhões de brasileiros vegetarianos, aproximadamente 7 milhões são veganos.
  • Um estudo da Galunion indica que 98% do público vegetariano come fora do lar e 59% deles fazem isso pelo menos duas vezes na semana. 

De olho nesse público, os restaurantes estão incluindo opções no cardápio e criando novos negócios veganos. 

Segundo levantamento feito pela Happy Cow e Veganuary, já são mais de 2.900 estabelecimentos com opções veganas no Brasil, o que coloca o País em primeiro lugar no ranking dos que têm mais opções para esse público na América Latina. 

Mas isso não quer dizer que não há espaço para novos negócios. Pelo contrário: há muita demanda e, como vimos, ela é crescente. Mesmo que o negócio não seja 100% vegano, vale a pena incluir opções para esse público no cardápio. 

5 dicas para ter um restaurante vegano de sucesso

Se você pretende seguir a tendência e apostar em um restaurante vegano, saiba que existem alguns desafios: a concorrência é crescente e o público é bastante exigente. Então, confira algumas dicas para se destacar e ter sucesso!

1 – Conheça muito bem o seu público

Antes de tudo, conheça muito bem o perfil do seu público. Se possível, contrate uma consultoria para ajudar você a montar um plano de negócio que considere as especificidades da dieta vegana e também o comportamento de consumo. 

Além disso, converse com pessoas veganas e vegetarianas para entender quais são suas preocupações e o que esperam quando vão a um restaurante vegano. 

2 – Crie um cardápio diversificado

As opções veganas estão longe de serem limitadas! Então, capriche na elaboração do cardápio, incluindo pratos e bebidas que sejam atrativos não só para veganos, mas também para outros públicos. Algumas opções de culinária comuns são:

  • hambúrguer vegano
  • sushi vegano
  • pizza vegana 
  • feijoada vegana

A variedade de sabores é crucial. Utilize ingredientes frescos e locais, inclua pratos sazonais, inove oferecendo opções de queijos veganos e outros alimentos plant-based. 

Por fim, não esqueça de considerar também restrições e preferências alimentares (sem glúten, orgânicos etc.). 

3 – Escolha bons fornecedores

O público vegano é bastante exigente e está preocupado com toda a cadeia de produção do que está consumindo, para garantir que não haja nenhum tipo de exploração animal. Por isso, escolha com muito cuidado seus fornecedores

Prefira produtores locais, que você possa visitar e conhecer a origem dos alimentos. Não abra mão da qualidade e, se possível, utilize insumos com certificações orgânicas e veganas. 

4 – Adote práticas sustentáveis

Consumidores veganos não escolhem restaurantes com base apenas no cardápio. Eles também valorizam práticas sustentáveis. 

Assim, além de escolher fornecedores confiáveis, você também deve se preocupar, por exemplo, em eliminar o uso de plástico, dar o destino correto aos resíduos sólidos, reduzir o desperdício de alimentos e outras ações que diminuam o impacto ambiental e social. 

Saiba mais: Restaurante sustentável: 9 ideias para implementar agora

5 – Ofereça um atendimento personalizado

Por fim, para se diferenciar da concorrência, ofereça um atendimento de excelência e personalizado. 

Treine sua equipe de atendimento para ser cordial e consultiva, tirando dúvidas sobre o cardápio e dando sugestões aos clientes considerando suas preferências. 

Conheça o EPOC: a solução ideal para restaurantes

Além de seguir todas as dicas que listamos acima, o sucesso do seu negócio também depende de uma operação ágil e uma gestão eficiente. Para isso, conte com o EPOC! 

Temos uma solução de ponta a ponta para seu restaurante: PDV, retaguarda, KDS, cardápio digital, autoatendimento e muito mais. Se quiser saber como podemos ajudar, agende uma demonstração gratuita e veja como funciona na prática!

Marianne Ternes

Marianne Ternes

Graduada em Jornalismo pela UFSC, é especialista em marketing de conteúdo e SEO para negócios B2B no setor de tecnologia.

Inscreva-se em nosso blog

Receba os melhores conteúdos para ajudar a alavancar seu negócio gastrônomico