Gastrobar: entenda o conceito e veja dicas para abrir o seu

garçom segurando prato em um gastrobar

Sumário

Gastrobar é a febre do momento. Esse modelo de negócio — que é meio bar, meio restaurante — conquistou o público rapidinho e ganhou espaço no mercado. Mas será que vale a pena investir nesse tipo de bar?

Neste artigo, você vai conhecer melhor a proposta dos gastrobares e descobrir se faz sentido abrir o seu. No final, também poderá conferir algumas dicas para ter sucesso. Aproveite!

O que é um gastrobar? 

O próprio nome já deixa a pista: gastronomia + bar. 

A tendência de gastrobar começou em Londres, a terra dos pubs, em 1991, quando David Eyre e Mike Belben inauguraram o The Eagle. Ou seja: já existe há mais de 30 anos e não é nenhuma novidade. 

A proposta era manter o clima descontraído dos tradicionais pubs, mas caprichar um pouco mais na gastronomia. 

Isso porque, até então, os pubs focavam nas bebidas e serviam apenas aperitivos simples. Logo, a inovação foi incluir no cardápio pratos mais sofisticados e bem preparados. 

Assim, podemos definir um gastrobar como a combinação da gastronomia de qualidade dos restaurantes com as bebidas e a atmosfera informal dos bares. E nem é preciso dizer que essa mistura faz muito sucesso, não é? 

Mas será que investir nesse tipo de negócio compensa? É o que veremos logo abaixo. Acompanhe!

Vale a pena abrir um gastrobar? 

Se você quer empreender e está pensando em abrir um gastrobar, há alguns pontos que precisa colocar na balança antes de começar a investir. Esse modelo de negócio é, sim, promissor, mas tem particularidades que devem ser consideradas. 

O mercado de bares e restaurantes é amplo e bastante concorrido. Uma das vantagens do gastrobar é que ele une o melhor dos dois mundos. Os clientes podem se divertir e beber sem abrir mão de fazer uma refeição de qualidade. 

Leia também: 8 ideias de bar para criar um negócio de sucesso

No entanto, mesmo no nicho de gastrobar há uma competitividade crescente. Logo, tenha em mente que você precisará encontrar um diferencial. Inovar no cardápio é a principal estratégia para se destacar, mas decoração, drinks autorais e experiência também contam. 

Aliás, a experiência dos clientes é outro fator que merece atenção. O público de gastrobares é exigente. As pessoas que frequentam esses lugares estão buscando qualidade nos pratos e bebidas, atendimento de excelência e um ambiente agradável. 

Se você tiver condições de garantir todos esses aspectos, com certeza seu negócio será um sucesso! A seguir, veja um passo a passo para montar um gastrobar. 

Passo a passo: como montar um gastrobar?

Montar um gastrobar é um grande desafio. Como qualquer negócio, é preciso passar por algumas etapas até finalmente poder abrir as portas ao público. Para ajudar, criamos esse passo a passo fundamental para que seu negócio comece bem! Confira:

1. Pesquisa de mercado

Antes de qualquer coisa, é essencial conhecer o mercado, investigar os diferenciais dos concorrentes, entender as preferências do seu público-alvo e as especificidades da região que pretende atuar. 

2. Plano de Negócios

Depois de mapear todos os aspectos citados acima, comece a criar o Plano de Negócios do seu gastrobar. Ele deve conter, entre outros pontos: planejamento financeiro, processos operacionais e estratégia de marketing. 

3. Conceito

Como vimos anteriormente, para se destacar no mercado é necessário ter um conceito original. Leve em conta sua pesquisa de mercado para criar a identidade do seu negócio e também uma proposta de valor.  

Há vários caminhos possíveis: um cardápio especializado, uma temática específica, um estilo de decoração, drinks autorais ou até a mistura disso tudo. 

4. Localização

A localização do seu gastrobar é um aspecto crítico e que merece toda a sua atenção e cuidado. Um local inadequado pode levar seu negócio ao fracasso em poucos meses. 

Opte por lugares de fácil acesso, com bom movimento e estacionamento disponível. Também verifique as legislações para funcionamento na região e conheça bem a vizinhança. 

Saiba mais: Os 5 erros que você não pode cometer na hora de escolher o local para montar sua empresa

5. Licenças e documentos

Além de toda a documentação para criar o CNPJ e abrir a empresa, você também precisa de licenças para poder começar a operar. 

Por exemplo: Alvará de funcionamento e Localização, Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros. Licença da Vigilância Sanitária, entre outros. 

Providencie tudo para não correr o risco de levar multas ou ser interditado. 

6. Decoração

A decoração é um dos atrativos do seu gastrobar, então vale a pena contratar um profissional para criar um ambiente acolhedor, bem iluminado e aconchegante. Aproveite bem o seu espaço e deixe o local com a cara do seu negócio. 

7. Cardápio

A diferença de um bar para um gastrobar está na qualidade dos pratos oferecidos. Logo, é no cardápio que seu gastrobar tem uma grande oportunidade de se diferenciar dos demais. 

Escolha um bom chef para essa missão. Inove nos ingredientes, preparos e apresentação dos pratos. E vale sempre ressaltar: os clientes buscam qualidade acima de tudo! 

Confira também: 9 passos para montar um menu degustação

8. Infraestrutura e equipamentos

Adquira os equipamentos necessários, desde a frente de caixa até a cozinha. A infraestrutura é muito importante para que sua operação flua sem imprevistos e problemas. 

Uma dica: contrate uma rede de internet dedicada para utilizar os sistemas e tenha outra rede aberta para os clientes. Assim você evita sobrecarga e lentidão. 

9. Sistemas

Para proporcionar a melhor experiência aos seus clientes, conte com a tecnologia! Você encontra no mercado sistemas para bares e soluções que automatizam a operação de ponta a ponta. Por exemplo:

  • Sistema PDV (Ponto de Vendas)
  • Sistema KDS (Kitchen Display System)
  • Sistema ERP (Enterprise Resource Planning)
  • Comanda digital ou eletrônica
  • Cardápio digital 

Essas são algumas das soluções que recomendamos para gastrobares que querem ganhar eficiência e segurança — além de aumentar os lucros! 

10. Equipe

Contrate chefs, bartenders, garçons e outros profissionais capacitados e experientes para compor a sua equipe. Faça treinamentos para que todos entendam os processos da operação, aprendam a utilizar os sistemas e saibam como atender bem os clientes. 

11. Marketing

Tudo pronto? É hora de divulgar seu negócio e atrair os clientes! 

Cadastre seu estabelecimento no Google Meu Negócio, crie perfis nas redes sociais, invista em anúncios, prepare campanhas de divulgação e deixe todo mundo sabendo que um novo gastrobar abriu!

3 dicas para ter um gastrobar de sucesso

A gestão de um gastrobar exige capacidade de pensar estratégias eficazes e muita atenção aos detalhes. Pensando nisso, separamos três dicas para você ter um negócio rentável:

1. Horários de funcionamento 

O horário de funcionamento de um gastrobar pode ser mais amplo do que o de um bar normal. Abrir para o almoço, por exemplo, pode ser uma oportunidade de atrair um público diferente do noturno e aumentar os lucros. 

Outra possibilidade é abrir mais cedo no período da tarde e promover happy hours, atendendo ao público corporativo que deseja descontrair depois do expediente de trabalho. 

Analise a sua pesquisa de mercado e o comportamento dos seus consumidores para definir um horário de funcionamento que potencialize seu faturamento. 

2. Atendimento 

O atendimento ágil e personalizado é um dos fatores que mais contribuem para a fidelização dos clientes. Então, conte com a tecnologia e treine sua equipe para fazer um atendimento de excelência. 

Sistemas para bares, como o EPOC, têm funcionalidades que dão mais eficiência à operação. Por exemplo: se você tiver um cardápio digital ou um totem de autoatendimento, seu cliente não precisará aguardar o garçom para fazer o pedido. 

Também é possível automatizar processos e ganhar agilidade no atendimento. O software possibilita que o garçom envie o pedido direto para a cozinha ou bar, sem precisar se deslocar até lá. 

É um ganho de produtividade que, no fim das contas, faz toda a diferença — não apenas para o atendimento, como também para a lucratividade do negócio. 

3. Análise de dados 

Os gestores que tomam decisões com base em dados saem na frente. Isso porque, com embasamento, fica muito mais fácil acertar nas estratégias. 

O ideal é que o sistema do seu gastrobar registre todas as informações da sua operação, desde as compras e estoque até as vendas. 

Com isso, você poderá gerar relatórios e gráficos para analisar os resultados, acompanhar a situação financeira de perto, entender o padrão de consumo dos seus clientes, otimizar as compras e o estoque. 

Então, aproveite a tecnologia para obter mais inteligência de negócio e acelerar seu crescimento. 

Conte com a EPOC na gestão do seu gastrobar

A EPOC oferece a solução de gestão para bares e restaurantes mais completa do mercado. Conte conosco para elevar o nível da sua operação e alcançar o potencial máximo do seu negócio!

Leia outros artigos do nosso blog para acompanhar as tendências e aprender mais sobre a gestão de bares. Ou então entre em contato com nossos especialistas para saber como podemos ajudar.

FAQ

O que é gastrobar?

O gastrobar é um conceito que mistura a gastronomia de qualidade dos restaurantes com as bebidas e a atmosfera descontraída dos bares. Assim, costumam servir pratos mais sofisticados, com ingredientes e preparos especiais. Além disso, a decoração geralmente é acolhedora.

O que significa gastrobar?

A palavra gastrobar é a junção de gastronomia + bar, fazendo referência a bares que servem pratos da alta gastronomia. Também é conhecido como gastropub, ou seja: gastronomia + pub.

Vale a pena abrir um gastrobar?

O modelo de negócio do gastrobar é bastante promissor, mas é preciso considerar alguns pontos antes de investir: o público é exigente e busca qualidade nos produtos e excelência no atendimento, a concorrência é alta e é preciso ter um diferencial para se destacar. 

Como montar um gastrobar?

Para montar um gastrobar é preciso fazer uma pesquisa de mercado, criar um conceito, investir em decoração e em um cardápio diferenciado. Também é importante contratar uma equipe qualificada para atender bem os clientes e contar com tecnologia que agilize a operação.

O que servir em um gastrobar?

O cardápio de um gastrobar deve ser bem elaborado, com pratos mais sofisticados, de alta gastronomia. Desta forma, é importante contratar um chef capacitado para criar o cardápio de acordo com o conceito do gastrobar. Uma boa ideia é variar as opções de aperitivos e petiscos com refeições mais completas, como frutos do mar ou carnes. No cardápio de bebidas é preciso incluir drinks, de preferência autorais, destilados e cervejas especiais.

Marianne Ternes

Marianne Ternes

Graduada em Jornalismo pela UFSC, é especialista em marketing de conteúdo e SEO para negócios B2B no setor de tecnologia.

Inscreva-se em nosso blog

Receba os melhores conteúdos para ajudar a alavancar seu negócio gastrônomico

Conteúdos relacionados

3 comentários em “Gastrobar: entenda o conceito e veja dicas para abrir o seu”

  1. Pingback: Como driblar as dificuldades de contratação no segmento de bar e gastrobar? - Sistema EPOC

  2. Pingback: Como o sistema de gestão pode auxiliar na automatização de restaurantes e reduzir custos - Sistema EPOC

  3. Pingback: Treinamento para equipe de restaurante: as características que cada posição precisa ter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *