Quais os melhores tipos de restaurantes para investir?

Conheça 5 tipos de restaurantes que estão em alta para investir e saiba o que considerar para decidir qual o melhor modelo de negócio para você.
tipos de restaurantes

Sumário

O mercado de bares e restaurantes está repleto de oportunidades, mas também é extremamente competitivo. Por isso, para ter um negócio bem sucedido neste ramo é preciso fazer boas escolhas desde o início, começando pelo tipo de restaurante. 

Para acertar nessa decisão, não basta ter uma boa ideia. É fundamental considerar aspectos como a localização, o público, os concorrentes, os custos operacionais, entre outros. Assim, seu empreendimento terá mais chances de dar certo. 

Neste artigo, vamos conhecer alguns tipos de restaurantes e suas características, para que você possa avaliar o que faz mais sentido para você. Confira! 

Leia também: Como abrir um restaurante: passo a passo para iniciar do zero

O que diferencia um restaurante do outro?

Há diversos tipos de restaurantes, e se engana quem pensa que é apenas a culinária ou o modelo de serviço que faz a diferença. Portanto, quando estiver planejando seu negócio, você deve levar em conta algumas características. Entre elas:

Culinária

O cardápio é a atração principal de qualquer restaurante. Você pode se especializar em alguma cozinha específica – como italiana, japonesa ou mexicana -, servir pratos típicos regionais ou apostar em alta gastronomia autoral, por exemplo. 

Essa escolha também depende de outros fatores, como a disponibilidade de fornecedores na sua região, da infraestrutura e tipo de serviço. Afinal, um food truck não tem estrutura para oferecer um cardápio extenso, um restaurante fast food precisa de pratos com preparo rápido, e assim por diante. 

Tipo de serviço

Outro ponto que deve ser pensado é a forma de atendimento que você pretende oferecer. Essa escolha é determinante para entender qual será a infraestrutura necessária e o tamanho da equipe. Além disso, também delimita o público que você irá atender. 

Há diversos tipos de serviço em restaurantes: self service ou buffet a quilo, atendimento em mesas, retirada no balcão, autoatendimento com cardápio digital, take away e delivery. 

Um restaurante que atende apenas no delivery pode operar em uma dark kitchen, e com isso reduzir os custos operacionais. Esse modelo de negócio é bem diferente de um estabelecimento que recebe os clientes no local e tem atendimento nas mesas, por exemplo. 

Localização

A localização é um dos fatores mais importantes a ser levado em conta. Ela tem um grande impacto no perfil do público que irá frequentar seu restaurante. Por isso, deve ser muito bem pensada e estar alinhada com a proposta do seu negócio. 

Abrir um buffet a quilo em uma região onde há muitas empresas faz muito mais sentido do que em uma área residencial. Uma hamburgueria tem mais potencial em locais badalados. Já os restaurantes de alta gastronomia em geral estão nos bairros nobres. 

Preço 

Quanto seus clientes vão gastar em média para fazer uma refeição no seu restaurante? O ticket médio é outro fator que diferencia um estabelecimento. Ele deve estar de acordo com o perfil do público que você espera atender. 

Se, durante a sua pesquisa de mercado, você identificar que o público são famílias de classe alta, faz mais sentido montar um negócio que atenda a demanda desse perfil, como uma steakhouse com espaço kids, que tem alto valor agregado.

Por outro lado, se o público for de jovens universitários, um restaurante fast food com um ticket médio mais baixo pode ter um melhor resultado.

Horário de funcionamento

Seu restaurante vai servir almoço, jantar ou ambos? O modelo de negócio também vai depender do horário de funcionamento. Entenda qual a sua disponibilidade, se tem como arcar com os custos de uma equipe para atender no período escolhido e também qual o perfil do público. 

Saiba mais: Empreendedorismo na gastronomia: saiba como ter sucesso

Todos esses aspectos que citamos podem ser identificados com uma boa pesquisa de mercado, na qual você terá uma visão mais clara dos seus concorrentes, do seu público-alvo, das tendências e oportunidades. 

A partir disso, ficará mais fácil escolher o tipo de restaurante ideal. Então, não deixe de fazer esse estudo. Ele é indispensável para abrir um negócio de sucesso. 

5 tipos de restaurantes que estão em alta 

Além de fazer uma boa pesquisa de mercado, também é importante conhecer as tendências e inovar no seu modelo de negócio. Afinal, os clientes estão sempre em busca de novidades e experiências diferenciadas. 

A seguir, confira 5 tipos de restaurantes que estão em alta e que vale a pena apostar. 

1 – Cozinha autoral 

Com o sucesso dos reality shows de gastronomia, cada vez mais pessoas têm se interessado na cozinha autoral. Nesse tipo de restaurante, o destaque está na experiência gastronômica, com pratos que refletem a criatividade, estilo e técnica do chef e sua equipe. 

2 – Comfort food

A comida também é uma forma de acolhimento e resgate de memórias afetivas. A proposta dos restaurantes de comfort food é, justamente, oferecer pratos que gerem a sensação de conforto e bem-estar. 

O cardápio pode conter receitas tradicionais, daquelas que nossa avó preparava, que lembram a infância ou nossa terra natal. 

3 – Comida saudável e vegana

Outro nicho que está em crescimento é de comida saudável. As pessoas estão mais preocupadas com a saúde, qualidade dos ingredientes e sustentabilidade. Além disso, as restrições alimentares também geram demanda por cardápios sem glúten, sem lactose e sem açúcar adicionado, por exemplo. 

Além disso, restaurantes veganos e vegetarianos também estão se destacando, uma vez que o público com esse perfil está cada vez maior. Neste caso, vale pensar em opções diferenciadas, que fujam do básico e ofereçam um cardápio atrativo.  

4 – Restaurante fantasma

Se você preferir apostar em um modelo de negócio mais inovador e com um bom retorno, abrir um restaurante fantasma, que atende apenas por delivery e opera em dark kitchens, é a melhor escolha. 

As principais vantagens são o baixo custo operacional e maior abrangência de público, pois você consegue entregar em diferentes regiões. No entanto, a concorrência é alta e é preciso oferecer produtos de qualidade, com entrega rápida e embalagens bem pensadas. 

5 – Culinária típica e fusion food

A culinária típica é aquela que se concentra na cozinha de um país, como a comida mexicana e italiana, ou região, como mineira e baiana. Esse tipo de restaurante já faz sucesso há bastante tempo e atrai pessoas que desejam experimentar sabores diferentes. 

Agora, a fusion food tem se destacado por fazer uma combinação de diferentes culinárias típicas, resultando em cardápios inovadores e criativos. Sem dúvidas, é uma experiência única que conquista os clientes que gostam de conhecer novos sabores. 

Confira também: 7 ideias de negócios gastronômicos para investir

Conte com a EPOC para seu restaurante crescer

Neste artigo citamos alguns tipos de restaurantes que estão em alta, mas para escolher o melhor negócio é necessário estudar o mercado e identificar as oportunidades. 

Como mencionamos, essa decisão é determinante para o sucesso do seu empreendimento, mas não só isso: também é preciso investir em um em um atendimento de excelência e eficiência operacional. 

Isso porque proporcionar uma boa experiência para os clientes é o segredo para a fidelização, e ter uma operação fluindo sem problemas é fundamental para reduzir os custos e alcançar uma boa lucratividade. 


Para isso, conte com a EPOC – uma plataforma feita para seu restaurante crescer, com recursos pensados para agilizar o atendimento e facilitar a gestão. Se quiser saber como funciona na prática, agende uma demonstração gratuita e fale com nossos especialistas.

Marianne Ternes

Marianne Ternes

Graduada em Jornalismo pela UFSC, é especialista em marketing de conteúdo e SEO para negócios B2B no setor de tecnologia.

Inscreva-se em nosso blog

Receba os melhores conteúdos para ajudar a alavancar seu negócio gastrônomico